Forças anti-Kadhafi afirmam ter tomado posição-chave

por RTP

A localidade de Bir Ghanam, 85 quilómetros a sul de Tripoli e considerada uma posição estratégica para o acesso à capital líbia, terá caído hoje nas mãos do Conselho Nacional de transição (CNT).

O núcleo rebelde de Dejbel Nefoussa, estacionado Bir Ayad, cerca de 30 Km a sul de Bir Ghanam, atacou esta posição das forças de Kadhafi por volta das 6h da manhã de hoje (GMT), segundo um correspondente da Agência France Press (AFP). Segundo o site da  televisão qatariana Al Jazeera, o bloco anti-Kadhafi irá provavelmente utilizar a tomada de Bir Ghanam para avançar sobre a cidade costeira de Az Zawiyah.

Paralelamente, algumas centenas de combatentes rebeldes continuavam uma progressão para norte, em direcção a Sorman, próximo da costa mediterrânica e algumas dezenas de quilómetros a ocidente de Tripoli. Segundo a mesma AFP, essa progressão não teria encontrado resistência até cerca de 20 Km de Sorman, mas a partir daí passaram a ser alvejadas.

A Leste, a NATO intensificou durante as últimas 24 horas os bombardeamentos aéreos sobre o terminal petrolífero de Brega, em que agora estão entrincheiradas as forças pró-Kadhafi. Os bombardeamentos, levados a cabo por aviões e helicópteros terão atingido 38 objectivos.

Uma outra povoação, Al-Qusbat, 100 Km a Leste de Tripoli, está agora cercada por forças pró-Kadhafi, depois de se ter sublevado na quinta feira contra o regime de Tripoli. As tropas sitiantes cortaram na sexta feira todos os acessos à povoação, bem como a eletricidade e as ligações telefónicas.
Tópicos
pub