Furacão Florence coloca mais de cinco mil militares nas ruas para o socorro

| Mundo
Furacão Florence coloca mais de cinco mil militares nas ruas para o socorro

A ver: Furacão Florence coloca mais de cinco mil militares nas ruas para o socorro

Com a chegada do furacão Florence, os governos federais dos Estados Unidos colocaram nas ruas mais de cinco mil militares prontos para socorrer as populações, sendo que ainda não há um balanço efetivo para saber quem precisa de ajuda.

Como é normal durante estas tempestades, muitas são as pessoas que se encontram retidas nas suas casas, muito por culpa do nível das águas, que tem vindo a subir.

Com a força dos ventos, tem havido relatos de casas destruídas, deslizamentos de terras e rajadas de vento com mais de 140 quilómetros por hora.

Um furacão que foi classificado de nível 4 mas que chegou ao território norte-americano em nível 1. Apesar da menor intensidade, trata-se de uma tempestade que avança devagar e pode sair dos Estados Unidos apenas no próximo domingo.

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.