Israel vai dar terceira dose da vacina a maiores de 40 anos

por Lusa
Os israelitas com mais de 40 anos começam a ser vacinados com a 3.ª dose no domingo Ammar Awad - Reuters

Israel decidiu baixar para os 40 anos a idade mínima para a toma da terceira dose da vacina contra a Covid-19, a fim de combater o aumento das infeções ligadas à variante delta, anunciou o ministro da Saúde.

"Temos vacinas para todos e agora as pessoas com mais de 40 anos podem receber uma 3.ª dose", disse Nitzan Horowitz, na sua conta na rede social Twitter.

"A vacina é eficaz, vamos parar este delta", acrescentou o ministro, referindo-se à variante mais contagiosa da doença.

A administração de uma terceira dose da vacina a israelitas com pelo menos 40 anos de idade deverá começar no próximo domingo.

O estado hebraico lançou uma campanha há três semanas para permitir que pessoas com 60 anos ou mais fossem vacinadas com uma terceira dose da vacina, principalmente a da farmacêutica Pfizer/BioNTech.

No dia 13 de agosto, baixou para os 50 anos a idade mínima para este reforço.

A Organização Mundial de Saúde pronunciou-se a favor de uma moratória sobre estas terceiras doses de reforço, para se deixarem mais vacinas disponíveis para os países pobres, onde a taxa de vacinação permanece baixa.

Israel foi um dos primeiros países a lançar uma campanha de vacinação em grande escala, em meados de dezembro de 2020, graças a um acordo com a Pfizer, que rapidamente entregou milhões de doses pagas em troca de dados sobre a eficácia da vacina na sua população.

Esta campanha levou a uma queda drástica das infeções, mas nas últimas semanas o número de contaminações aumentou novamente com a propagação da variante delta entre adultos não vacinados e também entre pessoas vacinadas há mais de seis meses.

pub