Jacob Zuma, um Presidente de escândalos permanentes

| Mundo
Jacob Zuma, um Presidente de escândalos permanentes

A ver: Jacob Zuma, um Presidente de escândalos permanentes

O jornalista António Mateus faz a leitura do momento político na África do Sul e considera que a demissão surge da "falta de credibilidade" que vinha a afetar o Presidente sul-africano.

António Mateus sublinha que Zuma "confundia os privilégios pessoais com o desempenho da chefia do Estado".

"Teve de calçar os sapatos de uma herança pesada, a de Nelson Mandela, mas esteve bastante longe dela em termos éticos, de rigor de governação", refere o jornalista.

Sobre o possível sucessor, o jornalista da RTP diz que Cyril Ramaphosa é "o homem que Nelson Mandela sonhava que o substituiria um dia no cargo". Foi inclusive o braço direito do ex-Presidente nas negociações para o fim do apartheid.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevista exclusiva de Rui Rio à editora de política da RTP Luísa Bastos.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Foram sinalizados casos de mutilação genital numa escola da Baixa da Banheira. Uma associação trabalha com turmas. Ainda há rapazes que defendem a "submissão" como "saudável".

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.