Kiev estima que integração na UE após aval seja breve por haver parcerias

por Lusa

O governo ucraniano estima que o processo de adesão à União Europeia (UE) "não demore muito" após o aval dos líderes europeus, esperando que chegue em dezembro, por Kiev e Bruxelas já terem várias parcerias.

"Estamos muito otimistas sobre a decisão que podemos esperar em meados de dezembro [...]. Depois, não acredito que demore muito [porque] já fazemos parte" dos mercados europeus ao nível da energia, do digital e comum, disse a vice-primeira-ministra para a Integração Europeia e Euro-Atlântica da Ucrânia, Olga Stefanishina.

Falando à imprensa europeia que acompanhou a visita do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, à capital ucraniana, Kiev, a três semanas de os líderes UE decidirem sobre o início de negociações formais com a Ucrânia, a responsável sublinhou: "Já estamos largamente integrados e em condições de planear os próximos passos".

De acordo com Olga Stefanishina, "todas as decisões que dependem da Ucrânia estão a ser respondidas".

Tópicos
pub