Mancha poluente. Naufrágio no Golfo da Biscaia ameaça França

| Mundo

O naufrágio na terça-feira aconteceu dois dias depois do barco se ter incendiado
|

O naufrágio do navio italiano Grande América, no Golfo da Biscaia, a 330 quilómetros da costa francesa, provocou uma mancha de combustível com mais de 12 quilómetros de comprimento e um de largura. As autoridades francesas estão em alerta e os primeiros efeitos da poluição podem atingir a costa gaulesa entre domingo e segunda-feira.

A embarcação, que fazia a ligação entre Hamburgo, na Alemanha, e Casablanca, em Marrocos, está a mais de quatro mil metros de profundidade e transportava 2.200 toneladas de combustível pesado, dois mil veículos (ligeiros e pesados) e 365 contentores, 45 dos quais com mercadoria considerada perigosa.

A bordo do Grande América seguiam 27 pessoas que foram retiradas na noite de domingo para segunda-feira.A embarcação pertence à empresa Grimaldi Group SPA e foi construída em 1997.

O naufrágio na terça-feira aconteceu dois dias depois de o barco se ter incendiado.

O jornal francês Le Figaro escreve que quatro navios antipoluição estão a tentar combater a mancha de combustível. No entanto, a forte agitação marítima, com ondas que podem atingir os quatro a seis metros, e os ventos, com rajadas que podem ultrapassar os 40 quilómetros por hora, estão a dificultar o trabalho das autoridades.

O navio Grande América relatou, no domingo, um incêndio a bordo quando se encontrava a cerca de 263 quilómetros a sudoeste de Pointe de Penmarc'h (a sul do cabo de Finisterra). Inicialmente o capitão da embarcação anunciou que tinha conseguido controlara as chamas e que iria seguir para La Coruña em Espanha. Mas algumas horas depois decidiu evacuar a embarcação.

Nos dias seguintes as operações para extinguir o incêndio não tiveram sucesso, devido às condições meteorológicas, e o barco acabou por naufragar na terça-feira.

As regiões francesas de Gironde e Charente-Maritime poderão ser as mais afetadas pela mancha de poluição.
A 7 de fevereiro de 2003 o Prestige, um petroleiro com monocasco, naufragou ao largo da Galiza, Espanha, provocando uma enorme maré negra.
Segundo Le Monde, os presidentes das câmaras já colocaram os serviços em “pré-alerta”, uma fase que “inclui a preparação e posicionamento prévio dos meios antipoluição necessários e a organização das operações de reconhecimento”.

O ministro francês da Transição Ecológica avançou que a “operação de bombeamento” da mancha de combustível está a ser “dificultada pelas condições atmosféricas de uma tempestade de inverno”.

Na quarta-feira, o Argonaute da BSAA, uma embarcação especializada na luta contra a poluição, partiu de Brest em direção ao local do naufrágio onde deve chegar durante o dia de hoje.


Também durante a tarde de quarta-feira dois aviões da Marinha realizaram vários voos sobre a área do naufrágio do Grande América.

As autoridades francesas já solicitaram ajuda à Agência Europeia para a Segurança Marítima para ajudar a combater a mancha de óleo.

Tópicos:

França, Golfo da Biscaia, naufrágio, Grande América,

A informação mais vista

+ Em Foco

A ONU alerta para um ano de grande instabilidade e de necessidades maiores por parte da população civil.

Os dias estão mais quentes e não é por causa do advento da primavera. A razão está identificada - as alterações climáticas fazem-se sentir em todo o planeta e as consequências espelham-se em fenómenos extremos.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.