Marcelo chega a Moçambique para visita de cinco dias

por RTP
António Silva - Lusa

O Presidente da República chegou esta segunda-feira a Maputo para uma visita de cinco dias. Para além de participar na cerimónia de tomada de posse de Filipe Nyusi, reeleito Presidente de Moçambique no ano passado, o chefe de Estado português deverá também visitar a Beira, cidade que ficou devastada pelo ciclone Idai no ano passado.

O avião onde viajava Marcelo Rebelo de Sousa chegou à capital moçambicana às 7h25 locais (mais duas horas que em Lisboa), sendo que hoje o chefe de Estado tem o dia dedicado a um programa privado.

O Presidente da República foi recebido com honras militares pelo ministro moçambicano dos Negócios Estrangeiros, José Pacheco.

À chegada, Marcelo destacou "as ligações de fraternidade com Moçambique, que são únicas" e sublinhou que o Presidente português ser o único chefe de Estado dos países membros da União Europeia a assistir à posse de Nyusi.

Na terça-feira, Marcelo Rebelo de Sousa estará em Maputo para visitar a Escola Portuguesa de Maputo. Ao fim do dia encontra-se ainda na capital moçambicana com membros da comunidade portuguesa. Vivem em Moçambique entre 23 a 265 mil portugueses.
O programa de quarta-feira é preenchido com a tomada de posse do Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, para a qual são esperados diversos chefes de Estado, estando previsto um encontro bilateral entre Marcelo e Nyusi durante a tarde.

Nyusi, presidente da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo) foi reeleito à primeira volta nas eleições gerais realizadas a 15 de outubro, tendo reunido 73 por cento dos votos. Os partidos da oposiçao, Resistência Nacional Moçambicana (renamo) e Movimento Democrático de Moçambique (MDM), contestaram os resultados oficiais.

Já na quinta-feira, o Presidente desloca-se à cidade da Beira. Está previsto que visite o consulado-geral de Portugal e o Hospital Central da Beira, que foi arrasado pelo ciclone Idai, em março último.

O ciclone Idai fez mais de 600 mortos e destruiu várias infraestruturas da cidade e da própria região centro
, prejudicando também a comunidade portuguesa nesta zona, de cerca de 2.500 pessoas.

Na sexta-feira, de regresso a Maputo, Marcelo Rebelo de Sousa tem encontro marcado com a equipa da Cooperação Técnico-Militar.

Nesta semana, a agenda cheia do Presidente vai contar com "encontros com representantes dos partidos políticos moçambicanos com assento parlamentar, com personalidades políticas, do mundo da cultura e representantes das principais comunidades religiosas ".

Na manhã de sábado, o Presidente da República regressa a Portugal num voo comercial.
Tópicos
pub