Mark Thatcher declara-se culpado de financiar golpe falhado na Guiné-Equatorial

| Mundo

O filho da ex-primeiro- ministro Margaret Thatcher, Sir Mark Thatcher, declarou-se hoje culpado perante um tribunal sul-africano de inadvertidamente ter ajudado a financiar uma tentativa falhada de golpe de Estado na Guiné Equatorial.

Sir Mark Thatcher deu-se como culpado perante o Supremo Tribunal da Cidade do Cabo em troca do pagamento de uma multa e uma pena suspensa de prisão.

Thatcher vai pagar uma multa de 3 milhões de rands (cerca de 385.000 euros) num acordo que lhe permite deixar a África do Sul para que se junte à sua família nos Estados Unidos.

Caso não pague a multa, Mark Thatcher arrisca-se a cumprir uma pena de prisão de cinco anos.

Thatcher será autorizado a abandonar a África do Sul, onde vive desde 2004 na situação de prisão domiciliária.

Mark Thatcher foi detido pela unidade especial "The Scorpions", que investigou o caso e o acusou de envolvimento numa tentativa de derrubar o regime do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema, no poder há 25 anos.

Vários suspeitos detidos na Guiné Equatorial e na Africa do Sul e acusados de ligações ao abortado golpe de Estado na Guiné Equatorial aceitaram testemunhar contra Mark Thatcher.

De acordo com o Ministério Público sul-africano, Thatcher terá contribuído com 275 mil dólares para aspectos logísticos relacionados com o golpe, nomeadamente a compra de um helicóptero de combate e transporte a ser utilizado na operação.

Em Novembro último, três mercenários detidos na Africa do Sul no âmbito do mesmo processo assumiram-se como testemunhas de acusação contra Thatcher.

Lourens Horn, Harry Carlse e Crause Steyl declararam- se culpados de actividades mercenárias e aceitaram depor contra Mark Thatcher, reforçando consideravelmente o processo judicial contra o filho de Margaret Thatcher.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em Orlando, Donald Trump apresentou-se como vítima do jornalismo “fake” e insistiu no ataque à imigração ilegal.

Ján Kuciak e Martina Kusnírová foram encontrados mortos em casa, perto de Bratislava, a 26 de fevereiro de 2018.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.