Mitos alimentares potenciam má nutrição na Indonésia

| Mundo

Os lanches tendem a ser pesados em carboidratos, deixando as adolescentes com pouca proteína, vitaminas e minerais
|

Nutricionistas dizem que as adolescentes na Indonésia consomem pouca proteína, vegetais e fruta. Estes hábitos alimentares, aliados a vários tabus, têm também consequências na gravidez.

Afirmações como “comer asas de frango torna difícil encontrar um marido” e “o ananás tem implicações na fertilidade” são absurdas para muitas culturas, mas para os indonésios são bastante credíveis.

A crença nestes mitos leva a que a Indonésia seja o país com as estatísticas mais alarmantes do mundo relativamente à nutrição. De acordo com a UNICEF, “quase oito milhões de crianças são raquíticas e estima-se que haja três milhões de casos de desnutrição grave a cada ano”.

As adolescentes indonésias são os casos mais preocupantes e as que mais consequências sofrem com as crenças nestes mitos. “Duas em cada cinco adolescentes são magras devido à desnutrição”, um dado preocupante uma vez que na Indonésia ter o primeiro filho na adolescência faz parte da normalidade.

“O estado nutricional de uma mulher grávida é um determinante crucial da saúde e nutrição de uma criança”, escreve a UNICEF.
Luta contra a má nutrição
De acordo com a agência Reuters, a Girl Effect, uma organização sem fins lucrativos que usa a tecnologia dos telemóveis para ajudar as crianças adolescentes, uniu-se à organização global Nutricion International com o fim de melhorar os hábitos alimentares das crianças.

O foco são as meninas, dado que a desnutrição durante a gravidez é “uma das principais causas do baixo peso do bebé ao nascer e do atraso no crescimento, bem como um fator de risco para complicações durante o parto”.


Para isso, criaram uma aplicação para os telemóveis “que fornece conteúdo interativo para meninas sobre questões sociais e de saúde”.

Marion Roche, especialista da saúde dos adolescentes na Nutrition International, diz que “as meninas adolescentes não sabem o que é ser saudável, pois a saúde é entendida como a ausência de doenças”. Deste modo, acrescenta que é preciso “dar-lhes o conhecimento necessário para fazerem escolhas saudáveis”.

De acordo com a Reuters, se o projeto fundado pelas duas organizações tiver sucesso, poderá ser aplicado também nas Filipinas e Nigéria.

Tópicos:

nutrição, Indonésia,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

        Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.