Netanyahu argumenta que “muitas nações” vão seguir decisão dos EUA

| Mundo

|

O primeiro-ministro israelita garantiu esta quinta-feira que mais países vão seguir Trump no reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel.

“Gostaria de anunciar que já estamos em contacto com outros países que vão declarar semelhante reconhecimento”, disse Benjamin Netanyahu num discurso esta quinta-feira no Ministério dos Negócios Estrangeiros.

No entanto, o primeiro-ministro israelita não nomeou qualquer país que estaria nessa lista.

Donald Trump já deu instruções para mudar a Embaixada norte-americana de Telavive para Jerusalém, que deverá estar concluída dentro de três a quatro anos.

“Não tenho dúvidas que no momento em que a Embaixada americana mudar para Jerusalém, ou mesmo antes, haverá um movimento de muitas embaixadas para Jerusalém. O momento chegou”, argumentou Netanyahu.

Esta quinta-feira, o grupo palestiniano Hamas veio apelar a uma “nova intifada” como resposta à decisão de Trump.

Para os israelitas, o momento é de elogio ao presidente norte-americano.

Benjamin Netanyahu, considerou que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, "entrou para sempre na história" de Jerusalém, ao reconhecer a cidade como a capital de Israel.

"O presidente Trump entrou para sempre na história da nossa capital e o seu nome será exibido orgulhosamente junto com outros nomes na gloriosa história da nossa cidade", disse Netanyahu.

Donald Trump reconheceu na quarta-feira Jerusalém como capital de Israel, afirmando que "há muito que já deveria ter sido tomada" esta decisão.

O anúncio o presidente norte-americano representa uma rotura com décadas de neutralidade da diplomacia norte-americana na questão israelo-palestiniana.

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

        Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.