Norte-americano executado na cadeira elétrica em Tennessee, o segundo desde Novembro

| Mundo

O estado do Tennessee executou esta quinta-feira um prisioneiro que estava há mais de 35 anos no corredor da morte, a segunda pessoa a ser executada naquele estado norte-americano em pouco mais de um mês.

De acordo com os funcionários do estabelecimento prisional de segurança máxima em Nashville, David Earl Miller, de 61 anos, foi declarado morto às 19h25 (01h25, em Lisboa).

Miller foi condenado à morte pelo assassinato em 1981 de uma mulher com deficiência mental. O homem de 61 anos estava no corredor da morte há 36 anos.

Miller escolheu morrer na cadeira eléctrica.

Há pouco mais de um mês, no dia 1 de Novembro, Edmund Zagorski, também na cadeira elétrica, que só é autorizada em nove estados, e não era utilizada desde 2013 nos Estados Unidos. Naquele estado norte-americano, não era utilizada há onze anos.

Tópicos:

Nashville Earl Miller,

A informação mais vista

+ Em Foco

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Rosa Luxemburgo, "uma das melhores cabeças do socialismo internacional", foi assassinada há 100 anos.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.