O filme "Os Maias", de João Botelho, no festival Panorama de Nova Iorque

por Lusa

A longa-metragem "Os Maias - Cenas da vida romântica", do realizador João Botelho, é exibido esta terça-feira no Bohemian National Hall, em Nova Iorque, como parte do festival de cinema "Panorama Europe".

"Esta produção incrivelmente estilizada acolhe o artifício teatral, para criar um deslumbrante mundo de livro de contos", escreve a organização do festival.

João Botelho estará presente na exibição, que acontece às 19:00 (horas locais; 00:00 em Lisboa), e marca a estreia norte-americana da obra.

"Os Maias" foi o filme nacional mais visto de 2014, tendo ultrapassando os 122 mil espectadores em sala, e arrecadado vários prémios e distinções, como os de melhor filme, melhor realizador e melhor ator, em diferentes competições, como os Globos de Ouro, os prémios da crítica e os prémios da Academia Portuguesa de Cinema.

A obra, realizada a partir do livro de Eça de Queiroz, é o primeiro filme de época de João Botelho, que, na altura da estreia, afirmou que o romance assenta "como uma luva" no Portugal contemporâneo.

Dois dos protagonistas são os atores Graciano Dias, que interpreta o papel de Carlos da Maia, e a atriz brasileira Maria Flor, que interpreta Maria Eduarda, assim como Pedro Inês, no desempenho de João da Ega, uma das interpretações mais destacadas da obra.

Do elenco fazem ainda parte João Perry, Maria João Pinho, Adriano Luz, Ana Moreira, Catarina Wallenstein, Rita Blanco, Hugo Mestre Amaro, Pedro Lacerda e o barítono Jorge Vaz de Carvalho, que dá voz a Eça de Queirós, o narrador.

Os interiores foram filmados em palacetes, sobretudo em Lisboa, e os exteriores são todos filmados em estúdio, usando telas de grandes dimensões, pintadas pelo artista plástico João Queiroz.

O orçamento atingiu os 1,5 milhões de euros, com apoios financeiros do Instituto do Cinema e do Audiovisual, através de concurso, da Câmara Municipal de Lisboa, do Montepio e do Brasil, como país co-produtor.

Segundo a organização, o festival "Panorama Europe" é "uma seleção vibrante dos melhores e mais fascinantes filmes feitos na Europa, nos nossos dias."

"Cheio de estreias em Nova Iorque, muitas vezes com os autores presentes, esta é uma grande oportunidade para descobrir alguns dos mais excitantes realizadores internacionais", lê-se na página do festival, que acontece de 06 a 22 de maio.

pub