Em direto
Portugal comemora 50 anos da Revolução dos Cravos. Acompanhe ao minuto

O mais forte em 25 anos. Sismo em Taiwan faz pelo menos nove mortos e mais de 800 feridos

por Mariana Ribeiro Soares - RTP
Reuters

Pelo menos nove pessoas morreram e mais de 800 ficaram feridas num terramoto de magnitude 7,5 ocorrido esta quarta-feira em Taiwan. De acordo com as autoridades taiwanesas, 77 pessoas estão presas em túneis e edifícios que desabaram. Este foi o terramoto mais forte sentido em Taiwan em 25 anos.

De acordo com o Corpo Nacional de Bombeiros de Taiwan, todas as mortes ocorreram na região de Hualien, a mais próxima do epicentro do sismo, ao largo do leste da ilha.

Três das vítimas morreram durante uma caminhada no trilho Taroko Dekaron, no município de Xiulin. Uma outra vítima, um motorista de camião, morreu num deslizamento de terras perto de um túnel rodoviário.

Os bombeiros adiantaram ainda que há ainda 77 pessoas presas nos escombros. Destas, 60 estão presas num túnel a norte da cidade de Hualien.


O sismo ocorreu pelas 9h00 locais (1h00 em Lisboa), com o epicentro situado perto de Hualien, a uma profundidade de 15,5 quilómetros, indicou o Centro Sismológico da China.

Hualien, cidade com cerca de 100 mil habitantes, foi a cidade que sofreu mais danos. Pelo menos dois edifícios residenciais desabaram parcialmente, deixando pessoas presas no interior.

Mais de 300 mil casas ficaram sem eletricidade, embora o fornecimento já tenha sido restabelecido em cerca de 70 por cento das habitações.
A Comissão de Segurança Nuclear de Taiwan avançou que as instalações nucleares da ilha não sofreram danos.
Alertas de tsunami retirados
O terramoto desencadeou inicialmente alertas de tsunami em Taiwan, nas ilhas do sudoeste do Japão e em várias províncias das Filipinas, onde as pessoas nas zonas costeiras foram instadas a procurar locais de maior altitude.

Todos os alertas foram, entretanto, retirados. O Pacific Tsunami Warning Center, um observatório regional com sede no Havai (Estados Unidos), anunciou, por volta das 2h00 (GMT), que “a ameaça de tsunami já passou em grande parte”.

O aeroporto de Naha, o maior da ilha japonesa de Okinawa, suspendeu temporariamente o tráfego aéreo. No entanto, os voos foram retomados após o alerta de tsunami ter sido levantado. O terramoto, de magnitude 7,5 na escala de Richter, é o mais forte registado em Taiwan em 25 anos, segundo confirmou o Centro Sismológico de Taiwan. Em setembro de 1999, um abalo de magnitude 7,6 matou 2.400 pessoas em Taiwan.

A China, que considera Taiwan parte do seu território, disse estar a observar o terramoto “com muito cuidado” e mostrou-se “pronta para prestar ajuda às vítimas”, segundo a agência de notícias nacional New China.

c/ agências
pub