Papa assegura a sua "proximidade espiritual" após morte de Raisi

por Lusa

O Papa Francisco endereçou hoje condolências ao guia supremo do Irão, Ali Khamenei, pela morte do Presidente Ebrahim Raisi num acidente de helicóptero, manifestando "proximidade espiritual com a nação" iraniana.

"Ao confiar as almas dos defuntos à misericórdia do Todo-Poderoso e ao rezar pelos que choram a sua perda, em particular as suas famílias, envio a certeza da proximidade espiritual com a nação neste momento difícil", escreveu o Papa, em inglês, num telegrama dirigido a Khamenei.

As equipas de socorro iranianas recuperaram hoje os restos mortais de Ebrahim Raisi e dos outros oito passageiros que seguiam no helicóptero que se despenhou no domingo no noroeste do Irão, anunciou a organização humanitária Crescente Vermelho.

O helicóptero que transportava também o ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, despenhou-se na zona de Kalibar e Warzghan, na província do Azerbaijão Oriental, no noroeste do país.

O Governo iraniano confirmou a morte de Raisi, acrescentando que o desastre não vai causar "qualquer perturbação na administração" do país.

 

 

Tópicos
pub