Relatório holandês confirma que MH17 foi abatido em pleno ar

por RTP

O relatório de 34 páginas sobre a tragédia com o Boeing 777 da Malaysia Airlines confirma que o avião foi atingido em pleno ar, por um "grande número de mísseis". O Gabinete holandês que investigou a queda do avião diz que o aparelho se partiu em dois. No documento pode ler-se que o Boeing estava em boas condições para voar, era operado por uma "tripulação qualificada e experiente" e "não tinha problemas técnicos". Quase dois meses depois do acidente que matou 298 pessoas, confirmam-se as razões para o avião ter desaparecido abruptamente dos radares.