Secretário-geral da Cruz Vermelha Portuguesa assume coordenação europeia

| Mundo

O secretário-geral da Cruz Vermelha Portuguesa, Alexandre Abrantes, foi hoje eleito em Bruxelas coordenador da Cruz Vermelha na União Europeia.

Em declarações à agência Lusa, Alexandre Abrantes indicou que Portugal, a Finlândia e o Luxemburgo vão assumir a coordenação do escritório da Cruz Vermelha na União Europeia, sendo que Portugal foi o país mais votado, com 11 votos.

Os coordenadores da Cruz Vermelha na União Europeia terão como funções acompanhar a estratégia da Cruz Vermelha em relação à UE, definindo como é que a instituição pode integrar programas europeus no que diz respeito, por exemplo, aos refugiados, à proteção social ou ao alívio da pobreza.

Alexandre Abrantes é médico, doutorado em saúde pública e é professor na Escola Nacional de Saúde Pública.

Tópicos:

Cruz Vermelha,

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.