Segundo candidato mais votado no congresso do PRS da Guiné-Bissau não reconhece resultados

por Lusa

O segundo candidato mais votado no sexto congresso do Partido da Renovação Social (PRS), terceira força política no parlamento guineense, Mário Fambé, disse que não reconhece a reeleição do líder do partido, Alberto Nambeia, à primeira volta.

Em nota enviada hoje à agência Lusa, o mandatário de Fambé, atual ministro das Pescas da Guiné-Bissau, defende que, à luz do regulamento do congresso, Alberto Nambeia não atingiu o número necessário de votos para ser eleito à primeira volta.

"O candidato Alberto Mbunhe Nambeia obteve 44,8% dos votos dos delegados presentes no congresso, seguido do candidato Mário Siano Fambé, com 12,2%. Em termos do n.º 2 do artigo 3 nenhum candidato foi votado em lista uninominal por 50%+1 do total dos militantes com capacidade eleitoral ativa", lê-se no num requerimento enviado ao presidente da mesa do congresso.

No documento, assinado por Tibna Na Wana, mandatário de Mário Fambé, lê-se ainda que Alberto Nambeia obteve um total de 404 votos.

Ao anunciar os resultados da votação na quinta-feira, o porta-voz da comissão eleitoral, Carlos Biagué, disse que Nambeia obteve 405 votos válidos que lhe davam a maioria absoluta logo à primeira volta.

"Pede-se a realização da segunda volta nos termos do n.º 2 do artigo 3º do Regimento do VI Congresso e ordena-se a todas as diretorias que evitem fazer proclamações propagandísticas a indiciar a vitória de um dos candidatos", sublinha-se ainda no requerimento dos apoiantes de Mário Fambé.

Ao anunciar os resultados da votação para escolha do líder na quinta-feira, o porta-voz da comissão eleitoral, Carlos Biagué, afirmou que Alberto Nambeia tinha sido eleito à primeira volta por conseguir 405 votos válidos.

O mandatário de Mário Fambé contesta estes resultados e pede que se evite proclamar a vitória de um dos candidatos.

Contactadas pela Lusa, diferentes fontes da comissão eleitoral disseram, por um lado, que não tinham recebido qualquer reclamação e, por outro, que o assunto estava a ser analisado, ressalvando que os resultados foram proclamados na quinta-feira.

O sexto congresso do PRS deverá ser encerrado hoje e Alberto Nambeia, de 58 anos, tem previsto o seu discurso de consagração como líder do partido para um terceiro mandato de quatro anos.

 

pub