Sobe para 79 o número de vítimas mortais na Torre Grenfell em Londres

| Mundo

|

Subiu para 79 o número de vítimas mortais ou desaparecidos na Torre Grenfell, em Londres. O último balanço foi feito esta segunda-feira pela polícia britânica. De todas as vítimas, as autoridades apenas identificaram formalmente cinco.

"Temo que ascenda agora a 79 o número de pessoas que pensamos estarem mortas ou desaparecidas e que presumimos mortas", revelou Stuart Cundy, chefe da polícia londrina.

No último sábado, o número de vítimas situava-se em 58, mas as autoridades britânicas anunciaram agora um novo número, apelando a quem sobreviveu que dê notícias aos familiares mais próximos.

"Estamos a apoiar os familiares de todas as 79 pessoas que morreram e quando todas as vítimas forem identificadas vamos revelar os nomes", acrescentou ainda o chefe da polícia britânica.


O incêndio da semana passada numa torre de apartamentos em Londres eleva assim para 79, o número de mortos ou mortos presumíveis, de acordo com o novo balanço da polícia britânica.

Entre 400 e 600 pessoas viviam na Torre Grenfell, de 24 andares e 120 apartamentos. Dez pessoas ainda se encontram em estado crítico.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou que serão disponibilizados 5,7 milhões de euros para ajuda de emergência às vítimas deste incêndio.

Entretanto, o comandante da polícia Stuart Cundy admite que pode haver ainda mais vítimas, à medida que a investigação continuar. As autoridades já tinham reconhecido que o número de mortos pode vir a ultrapassar uma centena.
"Nem todos os corpos serão identificáveis"
Citado pela BBC, Stuart Cundy refere que as operações de busca e salvamento vão continuar. "Assume-se já que nem todos os corpos serão identificáveis e que a operação levará muitas, muitas semanas".

"Este é um momento incrivelmente angustiante para as famílias. É muito difícil descrever a devastação provocada pelo incêndio. O que é importante para mim é encontrar respostas para as famílias que foram diretamente afetadas", concluiu o comandante da polícia.

As autoridades estão a investigar se foi cometido algum crime que tenha originado o incêndio.

Duas autoridades britânicas já tinham revelado que o novo revestimento exterior usado na renovação da Grenfell Tower pode não ter correspondido aos regulamentos de construção do Reino Unido.


Tópicos:

apartamentos, Grenfell, Londres. incêndio,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.