Ultraliberal Javier Milei chega à Presidência argentina a prometer rutura

por RTP

Foto: Matias Baglietto - Reuters

Javier Milei foi eleito presidente da Argentina com mais de 56 por cento dos votos. O economista ultraliberal propõe-se mudar radicalmente o país. Pretende, desde logo, por fim à moeda nacional, o peso, e encerrar o Banco Central.

Entre outras medidas que prometeu na campanha, destaque para a reversão da lei do aborto e a legalização do porte de arma.

Esta eleição lança o país sul-americano para o desconhecido, depois de décadas de governação peronista ou moderada.
pub