Vacina. Suspensão de teste é prova de rigor científico, defende virologista

por Antena 1

Foto: Reuters

É uma prova de que os ensaios clínicos estão a ser conduzidos com rigor científico. É desta forma que o virologista Pedro Simas encara a suspensão dos testes da fase final da vacina contra o novo coronavírus, que estavam a ser realizados pela farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford.

O processo foi interrompido, devido à suspeita de uma reação adversa grave, num dos participantes.

Ouvido pela Antena 1, Pedro Simas, professor do Instituto de Medicina Molecular, diz que esta decisão mostra que tudo está a ser feito de forma segura, sem pressa, para garantir o desenvolvimento de uma vacina eficaz.

Para o virologista Pedro Simas esta paragem nos testes da vacina para a covid-19 deve ser encarada como normal e parte do processo de desenvolvimento de uma vacina.
pub