Violência Caledónia. Macron está na ilha para tentar travar motins

por RTP

O presidente francês está na ilha da Caledónia do Norte, no Pacífico. Emmanuel Macron vai tentar encontrar soluções para travar os motins que têm ocorrido nos últimos dias naquele território ultramarino francês e que já causaram a morte de seis pessoas e centenas de feridos.

Os distúrbios começaram a 13 de maio, quando o Governo francês propôs alterações à Constituição francesa para modificar os cadernos eleitorais da Nova Caledónia.

Os opositores temem que esta medida vá beneficiar os políticos pró-franceses da ilha e marginalize ainda mais a população indígena Kanak, vítima de políticas de segregação.

A ilha está em estado de emergência.
pub