Zumbido nos ouvidos afeta mais de 740 milhões de pessoas

por Cláudia Aguiar Rodrigues

Apesar de afetar cerca de 14 por cento da população mundial, o tinnitus, acufeno ou, na sua designação mais comum, zumbido nos ouvidos, continua a ser uma condição pouco explorada do ponto de vista médico-científico.

Um estudo divulgado pela publicação especializada JAMA Neurology sugere que o tinnitus tem maior prevalência nas pessoas mais velhas e ocorre com grande disparidade geográfica. O estudo advoga ainda maior investimento na pesquisa de opções de tratamento, por enquanto escassas.
pub