Administração do Hospital São João entrega pedido de renúncia

| País

|

A administração do Hospital de São João renunciou. A RTP sabe que na origem do pedido de saída imediata está o desagrado com as cativações do Ministério das Finanças.

Em causa está também a permanente falta de recursos humanos e técnicos e a degradação das condições de trabalho.

A agravar esta situação, o modo como o Ministério da Saúde tem lidado com as consecutivas greves que deixaram reféns os hospitais do Serviço Nacional de Saúde.

A RTP confirmou ainda que o presidente da Administração Central do Sistema de Saúde, José Carlos Caiado, pediu a demissão em outubro e deveria ter sido substituído a 30 de novembro, o que não aconteceu, estando esta instituição sem presidente já desde dezembro.

Por último, o presidente e o vice-presidente da Administração Regional de Saúde do Norte pediram também a renúncia logo a seguir à nomeação da ministra da Saúde, Marta Temido, não tendo até agora sido substituídos.

A RTP tentou uma reação da tutela mas até agora sem resposta.

Tópicos:

Hospital S.João,

A informação mais vista

+ Em Foco

Francisco Veloso, reitor da Imperial College Business School, traça os cenários possíveis após a rejeição do acordo.

Na única entrevista concedida a uma televisão, Regina Mateus falou com a jornalista Sandra Claudino.

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.