Alunos com melhores notas nos exames do secundário

| País

|

Saíram os resultados da primeira fase dos exames finais do ensino secundário. Em comparação com o ano passado, houve menos negativas a Português e a Matemática.

Em praticamente todos os exames finas da primeira fase do ensino secundário, o aproveitamento dos alunos foi melhor do que em 2016, com exceção para as disciplinas de Físico-química, Geografia, História de Artes, MACS (matemáticas aplicadas às ciências sociais), Inglês e Biologia.

Na disciplina de Português houve 30% de reprovações, menos 20 por cento do que em 2016. Em Matemática, o número de chumbos também diminui de 76% para 72% (MAT A) e de 64% para 62% (MAT B) em comparação com o ano passado.

Em MACS registou-se um resultado inverso. O número de reprovações aumentou de 68% para 76%.

Tendo em consideração as disciplinas com um número de alunos internos superior a 2500, aquelas em que é possível estabelecer comparações estatisticamente mais significativas, destaca-se:

• A subida da classificação média, em 11 pontos, na disciplina de Economia A (712).
• A diminuição da classificação média nas disciplinas de MACS (835), em 13 pontos, e de Física e Química A (715), em 12 pontos.

Foram realizados 332 340 exames (92,4% das inscrições), tendo os alunos internos tido melhor avaliação do que aos autopropostos à semelhança do que aconteceu nos anos anteriores.

Tópicos:

Matemática, Nacionais, Notas, Português, Secundário, Exames,

A informação mais vista

+ Em Foco

A presidente do CNAPN diz que a chave está nos líderes das mesquitas e pede mais apoio do Alto Comissariado para as Migrações.

    Marco Aurélio de Mello considera que a prisão de Lula da Silva, após condenação em segunda instância, viola a Constituição brasileira.

      Sintra podia ser uma "mini Davos". A sugestão foi feita informalmente por um dos académicos que participou na reunião do BCE concluída em 20 de junho.

        Dados revelados no Digital News Report de 2018 do Reuters Institute.