Alunos com melhores notas nos exames do secundário

| País

|

Saíram os resultados da primeira fase dos exames finais do ensino secundário. Em comparação com o ano passado, houve menos negativas a Português e a Matemática.

Em praticamente todos os exames finas da primeira fase do ensino secundário, o aproveitamento dos alunos foi melhor do que em 2016, com exceção para as disciplinas de Físico-química, Geografia, História de Artes, MACS (matemáticas aplicadas às ciências sociais), Inglês e Biologia.

Na disciplina de Português houve 30% de reprovações, menos 20 por cento do que em 2016. Em Matemática, o número de chumbos também diminui de 76% para 72% (MAT A) e de 64% para 62% (MAT B) em comparação com o ano passado.

Em MACS registou-se um resultado inverso. O número de reprovações aumentou de 68% para 76%.

Tendo em consideração as disciplinas com um número de alunos internos superior a 2500, aquelas em que é possível estabelecer comparações estatisticamente mais significativas, destaca-se:

• A subida da classificação média, em 11 pontos, na disciplina de Economia A (712).
• A diminuição da classificação média nas disciplinas de MACS (835), em 13 pontos, e de Física e Química A (715), em 12 pontos.

Foram realizados 332 340 exames (92,4% das inscrições), tendo os alunos internos tido melhor avaliação do que aos autopropostos à semelhança do que aconteceu nos anos anteriores.

Tópicos:

Matemática, Nacionais, Notas, Português, Secundário, Exames,

A informação mais vista

+ Em Foco

Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

    Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

      A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.