Apagão teve origem na Alemanha e afectou Europa Ocidental

| País

Portugal foi um dos países europeus afectados sábado por um corte no fornecimento de electricidade provocado por uma avaria na rede alemã.

A interrupção, que nada teve a ver com o mau tempo no país, ocorreu às 21:10 de Lisboa e às 21:25 o serviço foi reposto, cabendo à EDP-Distribuição o processo de religação dos clientes afectados, disse à Lusa fonte da REN.

O corte no fornecimento de energia em várias zonas de Lisboa e arredores prolongou-se por quase uma hora.

Fonte da EDP Distribuição disse à agência Lusa que as suas instalações sofreram um corte de energia cerca das 21:15, que afectou em Lisboa as zonas de Chelas, Entrecampos e Olivais, bem como a Linha do Estoril, incluindo Carcavelos e Cascais, onde só depois das 22:00 regressou a luz.

O litoral centro do país também foi afectado, mas o fornecimento foi reposto às 21:30, enquanto no Norte a energia "voltou" às 21:50, segundo a mesma fonte.

O disparo em série nas redes europeias, afectando nomeadamente a Alemanha, Itália, França, Espanha e Portugal, conseguiu evitar "um apagão generalizado em toda a Europa", segundo a REN.

A interrupção no fornecimento de energia teve origem numa avaria na zona da Renânia do Norte e Vestefália, na rede alemã, propagando-se a várias zonas da Itália e França, onde afectou cerca de cinco milhões de habitantes, cerca de 10 por cento da população, interrompendo mesmo a circulação dos comboios de alta velocidade.

As causas do sucedido vão ser agora analisadas mas só nos próximos dias poderá haver conclusões, segundo a REN.

Temperaturas muito baixas na origem dos cortes de electricidade

O súbito arrefecimento das temperaturas na Renânia do Norte-Vestefália foi apontado hoje como o principal responsável pelo corte no fornecimento de energia que afectou vários países da Europa Ocidental, incluindo Portugal.

A insuficiente produção de energia para fazer face ao repentino aumento do consumo fez "sobreaquecer" a rede de distribuição na Alemanha, que foi obrigada a solicitar o fornecimento de electricidade em França, provocando uma série de disparos automáticos na rede europeia para evitar um apagão generalizado, explicou uma fonte da RWE, um dos grandes grupos privados alemães de fornecimento de energia.

A Electricidade de França (EDF) foi chamada a fornecer gigantescas quantidades de energia à Alemanha para restabelecer o fornecimento de electricidade, causando importantes cortes no país que se repercutiram em Espanha e Portugal.

Uma fonte da EDF disse que "não se esteve longe de um apagão a nível europeu".

Os problemas ocorridos em duas linhas de muito alta tensão na Alemanha (400.000 volts) estiveram assim na origem do corte de fornecimento de energia em Portugal, que nada teve a ver com a situação de mau tempo que se viveu no país, explicou fonte da Rede Eléctrica Nacional (REN).

A informação mais vista

+ Em Foco

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Rosa Luxemburgo, "uma das melhores cabeças do socialismo internacional", foi assassinada há 100 anos.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.