Associação República e Laicidade contra "honras" para Cardeal Patriarca

por Agência LUSA

A Associação República e Laicidade criticou hoje o lugar de honra destinado ao Cardeal Patriarca de Lisboa, Dom José Policarpo, nas comemorações oficiais dos 33 anos do 25 de Abril no Parlamento.

Numa carta endereçada ao presidente do Parlamento, Jaime Gama, datada de 28 de Abril e hoje divulgada, a associação questiona o porquê de um lugar para o cardeal na tribuna destinada aos anteriores presidentes da República, do Parlamento, primeiros-ministros e suas mulheres.

"O cidadão José Policarpo não assumiu jamais nem o cargo de Presidente da República, nem da Assembleia da República, nem de primeiro-ministro", lê-se no texto, em que se refere ainda que as igrejas e outras instituições religiosas se encontram "constitucionalmente separadas do Estado".

A associação pretende que Jaima Gama esclareça qual o critério que explica este convite e "a dignidade conferida a este representante de uma igreja", argumentando que o "papel que a Igreja Católica desempenhou perante o Estado Novo não foi de oposição activa ao regime e nem sequer de apoio passivo às acções de resistência ao fascismo".


pub