Bastonária dos Enfermeiros pede tratamento igual ao dos professores

por Antena 1

Foto: Lusa

A partir de quarta-feira vão ser marcadas faltas injustificadas a todos os enfermeiros que aderirem à greve nos blocos operatórios. A determinação partiu do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde explica ainda que  quanto às faltas ocorridas até ao dia de hoje, as situações serão analisadas, caso a caso, tendo em conta a forma como cada enfermeiro exerceu a greve.

Os dois sindicatos que convocaram a greve seguem caminhos opostos.

A Associação Sindical Portuguesa de Enfermeiros apela ao fim da paralisação nos blocos operatórios, com efeitos imediatos.

Já o Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal não abdica do direito à greve.

Quanto à bastonária da Ordem dos Enfermeiros, defende a legalidade desta paralisação. Ana Rita Cavaco pede ao governo abertura para negociar e queixa-se de tratamento desigual, por exemplo, em relação aos professores.