Bombeiros combatem sucessivas reativações em Vila Nova de Poiares

| País
Bombeiros combatem sucessivas reativações em Vila Nova de Poiares

A ver: Bombeiros combatem sucessivas reativações em Vila Nova de Poiares

O incêndio que começou nas Carvalhosa, em Coimbra já chegou à Lousã, depois de atravessar Miranda do Corvo e Vila Nova de Poiares. Este domingo mais uma vez houve queixas do SIRESP.

A repórter da RTP, Fátima Pinto, que tem estado a acompanhar o avanço das chamas, afirma que estas andam ao sabor do vento e tanto sossegam com o vento como lavram com muita intensidade.

O incêndio aproximou-se de algumas povoações mas não chegou a ser necessário evacuar aldeias. Foram retiradas algumas pessoas, por precaução devido ao fumo negro e denso.

Ao longo da tarde, centenas de bombeiros e meios aéreos evitaram que as chamas destruíssem uma casa em Covelos, perto de Vila Nova de Poiares.

Um veterano dos bombeiros de Vila Nova de Poiares sublinha que a população está apostos para ajudar os soldados da paz.

A informação mais vista

+ Em Foco

No Telejornal, Bernardo Pires de Lima comentou a decisão da Casa Branca sobre Jerusalém, agora reconhecida como a capital de Israel.

A Coreia do Norte continua a desafiar o mundo com testes de mísseis balísticos e armas nucleares.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.