Cidades mudam mas perigos antigos regressam

por Paula Véran - Antena 1

O panorama urbanístico das cidades está de novo a mudar e, desta vez, não é para melhor. A urgência em construir habitação e os prazos apertados para investir o dinheiro do PRR, o Plano de Recuperação e Resiliência, estão a deixar para trás o equilíbrio entre o edificado e o espaço público.

O alerta é feito por alguns investigadores que analisaram o antes e o depois da Expo 98, que modificou urbanisticamente a parte oriental de Lisboa, sendo na altura um exemplo para tantas outras cidades no país.

Desta análise resultou o livro "Os Grandes Trabalhos e o Desejo da Cidade de Exceção", coordenado por Paulo Tormenta Pinto, professor de Arquitetura e Urbanismo do ISCTE.
pub