Cientistas da Universidade de Coimbra integram equipa internacional que "persegue" descoberta da matéria negra

| País

Um grupo de cinco investigadores da Universidade de Coimbra (UC) integra uma equipa mundial que "persegue" a descoberta da matéria negra, partículas invisíveis que acreditam constituir a maioria da massa do universo.

Em declarações hoje à agência Lusa, José Matias, coordenador do grupo da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, assumiu que a existência da matéria negra "ainda não está provada", mas os cientistas acreditam que está "para breve" a sua identificação.

"Como teoria que é, tem de ser confirmada. A matéria negra existe, mas ainda ninguém a identificou", sustentou José Matias, aludindo a diversos estudos cosmológicos que apontam no sentido de quatro quintos do universo, cerca de 83 por cento, serem constituídos por matéria negra.

Tópicos:

Ciências Tecnologia,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Kim e Donald passaram do insulto à vontade mútua de fazer história. Bem-vindos à era das ilusões.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.