Covid-19. Porque é que não há mais casos recuperados?

por RTP

O subdiretor geral de Saúde explicou como é que um caso é considerado recuperado. A Covid-19 não é igual à pneumonia habitual. Isto porque se sabe que o novo coronavírus permanece no organismo do doente muito tempo depois de este estar sem sintomas.

O responsável refere que tem indicação de muitas pessoas em casa sem sintomas, “clinicamente bem”, mas que as autoridades não estão a considerar como caso recuperado até haver pelo menos dois exames negativos em pelo menos 24 horas. Até esse momento, ficam em isolamento.

Diogo Cruz refere que há relatos de pessoas em que o vírus permanece no organismo até 28 dias depois, apesar de as pessoas estarem clinicamente bem.

“Só estamos a considerar como recuperados quando têm o segundo teste negativo em casa”, diz o subdiretor. O que faz com que quem tem alta hospitalar e vai para casa tenha de esperar que esse segundo teste seja negativo.

“Vamos ter sempre um atraso nos recuperados, na comunicação destes casos”, refere, lembrando que estão a ser seguidos para serem testados em ambulatório.
pub