Covid-19. Suíça obriga viajantes portugueses a novas regras

por RTP

As autoridades suíças exigem teste negativo e o cumprimento de uma quarentena de 10 dias. Medidas que surgem em consequência de Portugal ter entrado na lista de países com casos da variante de preocupação Ómicron.

O certificado digital de vacinação deixa de ser suficiente para entrar no país. Passa a ser obrigatório apresentar um teste negativo e cumprir quarentena.

Também Nigéria, Canadá e Japão foram adicionados à lista suíça.


Após chegada à Suíça, entre o quarto e sétimo dia, os passageiros têm ainda de fazer um teste rápido ou PCR.

Todos, mesmo as crianças, devem ainda preencher um formulário de entrada.

O INSA, Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, anunciou na segunda-feira que foram identificados 13 casos da variante Ómicron em Portugal.

Portugal suspendeu todos os voos com Moçambique e impôs quarentena para quem chega da África do Sul, Botsuana, Essuatíni, Lesoto, Namíbia e Zimbabué.

O primeiro caso confirmado da variante Ómicron foi detetado a 9 de novembro, na África do Sul. Esta nova variante genética foi já identificada também nos últimos dias em alguns países europeus.
pub