Estudo revela presença elevada de trihalometanos na água da torneira em Portugal

por Antena 1

Foto: Reuters

Um estudo de investigadores do Instituto de Saúde Pública de Barcelona mostra que Portugal está entre os países europeus em que a água apresenta concentração de trihalometanos - compostos que se formam durante o processo de tratamento das águas destinadas ao consumo humano -, ou seja, compostos na água da torneira, com picos que ultrapassam o limite permitido pelas regras da União Europeia.

Este composto químico forma-se no processo de desinfeção da água e está associado ao cancro da bexiga.

Os investigadores do Instituto de Saúde Pública de Barcelona analisaram a presença de trihalometanos na água da torneira de 26 países da UE.

Portugal é um dos nove países com picos que ultrapassam os limites permitidos, ainda que a concentração média anual deste composto químico esteja dentro dos valores normais.

Esta pesquisa adianta que mais de 6.500 casos anuais de cancro na bexiga, cerca de 5% de todos os casos na Europa, incluindo em Portugal, podem ser atribuídos à exposição a químicos (trihalometanos) na água potável.
pub