FNAM quer os seus associados a beneficiar do acordo entre Governo e SIM

por RTP

Mas o aumento salarial de quase 15% pode não contemplar todos os clínicos. Tudo porque o acordo com o Ministério da Saúde foi assinado apenas pelo Sindicato Independente dos Médicos, o que pode deixar de fora os contratos individuais de trabalho, os não sindicalizados e os filiados na Federação Nacional. A FNAM diz que a lei impede esta situação. A tutela está a estudar o caso.

pub