Golas anti-fumo. Francisco Ferreira também é arguido

por RTP

O antigo adjunto do ex-secretário de Estado da Proteção Civil, Francisco Ferreira, também é arguido no âmbito da investigação ao programa Aldeia Segura.

Francisco Ferreira apresentou a demissão em julho, depois de ter sido revelado que sugeriu as empresas que acabaram por fornecer as golas anti-fumo.

O ex-secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, e o presidente da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Mourato Nunes foram igualmente constituídos arguidos.

Bruxelas já pediu explicações ao Governo. Em causa, a suspeita do crime de desvio de subsídio, na aplicação de fundos comunitários nos programas financiados pelo fundo de coesão.