Em direto
Zelensky visita Portugal com acordo de cooperação militar na agenda

Governo começa a ouvir queixas dos professores

por Lusa
O Governo começa a ouvir as reivindicações dos professores Paulo Novais - Lusa

A nova equipa do Ministério da Educação começa esta sexta-feira as reuniões com os sindicatos de professores para discutir a recuperação do tempo de serviço congelado no tempo da "troika" (2011-2014), uma reivindicação que motivou protestos e greves nos últimos anos.

O ministro da Educação, Ciência e Inovação, Fernando Alexandre, recebe hoje 10 estruturas sindicais representativas dos professores, sendo esta a primeira reunião negocial.

Fernando Alexandre reafirmou na semana passada o compromisso de devolver o tempo de serviço ao longo de cinco anos, ou seja, contabilizando anualmente 20% dos seis anos, seis meses e 23 dias congelados durante o período da "troika".

Em resposta, a Federação Nacional de professores (Fenprof) já recusou a proposta da tutela, exigindo uma recuperação mais rápida, feita em apenas três anos (33% ao ano).

Na sua primeira intervenção no parlamento, o ministro considerou “urgente encontrar uma resposta à justa reivindicação dos professores”, sublinhando que a instabilidade vivida nas escolas “tem de ser ultrapassada rapidamente”.


pub