Há falta de médicos na ARSLVT, admite Luis Pisco

por Mário Rui Cardoso

O presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, reconhece a existência de um problema de saída de médicos e de contratação de novos profissionais.

Esta manhã, no parlamento, Luís Pisco admitiu também que na região que administra há setecentas mil pessoas sem médico de família que são atendidas com recurso a médicos em prestação de serviços.
pub