Incêndios. "Todos somos parte da solução e do problema"

| País
Incêndios. Todos somos parte da solução e do problema

A ver: Incêndios. "Todos somos parte da solução e do problema"

O presidente da Estrutura de Missão para a instalação do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais alerta que é preciso alterar a paisagem florestal portuguesa para evitar novas tragédias. Para Tiago Martins de Oliveira, um novo modelo de gestão sincronizada mais eficaz para prevenir e combater fogos será insuficiente caso não seja reduzida a carga de combustível na floresta.

“Sem uma paisagem mais aberta, menos contínua, com mais pastorícia e agroflorestal é difícil suportar eventos extremos comos os de 15 de outubro”, explica o escolhido de António Costa para liderar a unidade de missão criada na sequência dos incêndios deste verão.

Em entrevista ao 360 da RTP3, Tiago Martins de Oliveira sublinha ainda que a sua missão é difícil: “somos porta-vozes para fazer, num a dois anos, aquilo que demorou 40 anos a ser destruído”.

Tiago Martins de Oliveira assinala ainda que o problema da floresta portuguesa tem vários culpados, incluindo os cidadãos, e que todos têm de fazer parte da solução. “Não é um herói ou um mágico que tira um coelho da cartola. Todos somos parte da solução por que, em parte, todos somos parte do problema”, afirma.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Redação da RTP votou sobre as figuras e acontecimentos mais destacados, a nível nacional e internacional. Veja aqui as escolhas.

    O embaixador russo em Lisboa afirma, em entrevista à RTP, que as declarações e decisões de Donald Trump sobre Jerusalém podem incendiar todo o Médio Oriente.

    Rui Rosinha, bombeiro de Castanheira de Pêra, sofreu queimaduras de terceiro grau e esteve dez horas à espera de ser internado. Foi operado 14 vezes e regressou a casa ao fim de seis meses.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.