Infarmed proíbe exportação de medicamentos para hiperatividade e défice de atenção

por RTP

A suspensão é temporária e motivada pelo aumento da procura do fármaco para crianças e jovens e pelas dificuldades na produção para abastecer toda a Europa. Segundo o Jornal de Notícias, só o ano passado foram dispensadas mais de 288 mil embalagens, o valor mais alto desde 2003, altura em que passou a ser comparticipado.

pub