Motoristas das empresas João Pires e Loartrans em greve por melhores salários

por RTP

Os motoristas de pesados das empresas João Pires e Loartrans Transportes estão em greve.

Os trabalhadores estão em protesto até domingo pela melhoria das condições salariais.

A greve foi marcada pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias.

Nas duas empresas de Vila Nova de Cerveira trabalham 220 motoristas. Neste primeiro dia só aderiram nove, mas o sindicato explica que a maioria está fora do país ou ainda de férias da Páscoa.

Reivindicam a restituição de dinheiro relativo aos sábados, que lhes terá sido retirado indevidamente, a reposição do valor dos quilómetros e a transparência no modo de pagamento do trabalho.

Contactado pela RTP, o administrador da empresa João Pires garante que cumpre com todas as obrigações e que pagou sempre acima do salário mínimo.

O sindicato fala ainda da pressão que obriga os motoristas a conduzirem tempo a mais.