Pandemia adia tratamentos contra a infertilidade e obriga a aumento dos tempos de espera

por Antena 1

Foto: Reuters

É um sério revés para as mulheres que procuram ajuda médica para engravidar. A pandemia levou ao adiamento de dois mil tratamentos contra a infertilidade. E o tempo de espera aumentou de um ano para ano e meio.

Pode não parecer muito, mas o presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina de Reprodução, Pedro Xavier, explica que esta demora é determinante para quem recorre a estes tratamentos.
pub