Praias da Costa da Caparica vão encerrar temporariamente para repor areia

| País

A autarquia diz que a reposição de areia tem mesmo de ser realizada em agosto
|

Algumas das praias da Costa da Caparica vão ter de ser encerradas ao público durante alguns dias do mês de agosto para reposição de areia. Os comerciantes protestam contra a altura escolhida para realizar esta operação.

José Ricardo Martins, presidente da Junta de Freguesia da Costa da Caparica, explicou esta manhã à Antena 1 que “esta é uma obra que, na pior das hipóteses, deverá demorar um mês e meio”.

“Obviamente que causa constrangimentos às pessoas que visitam (as praias) e, sobretudo, aos funcionários e comerciantes. Não há nenhuma obra que não cause qualquer tipo de constrangimento”.

“Mas estamos a falar de três dias, ou cinco dias no máximo, de uma praia interdita, ou seja, entre (a praia) do Paraíso e a do Dragão Vermelho estamos a falar de cinco dias. Acaba de se encher essa praia e vai-se para outra. Começará na praia da Saúde (e avançará) para as praias de São João”, explicou.


De acordo com o autarca, a reposição de areia tem mesmo de ser realizada em agosto, uma vez que “a acoplagem de um tubo que vai bombear a areia desde os bancos de areia submersos para a praia tem de ter condições técnicas e atmosféricas favoráveis”.

“O vento não pode soprar para além de determinados nós e a ondulação não pode ser mais alta do que dois metros, e isso só é permitido na altura do Verão”, elucidou José Ricardo Martins, confessando, porém, que a operação poderia ter sido realizada mais cedo mas que tal não foi possível devido à demora do visto do Tribunal de Contas.

Para o presidente da Junta, esta é uma “obra extremamente necessária” e “há concessionários que agora reclamam (das obras de agosto) que antes reclamavam porque não havia areia”.

Miguel Inácio, da Associação de Apoios de Praia da frente urbana da Costa da Caparica, garante que a notícia das obras foi mal recebida por alguns comerciantes da zona.

“A notícia do enchimento é uma boa notícia”, explicou, o que surge como uma má notícia “é a altura em que o enchimento é feito”.

“As informações que nos dão são que o calendário tem de ser este, por uma série de fatores. É verdade que há concessionários que têm muitas coisas montadas e que vão ficar altamente prejudicados durante esses dias”, mas a verdade é que “a maior parte dos concessionários não tem areia”, problema que agora está prestes a ser resolvido.

Tópicos:

Comércio, Costa da Caparica, Praias, Reposição, Areia,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia agradeceu a Portugal a solidariedade do país pela disponibilidade de receber mil migrantes e refugiados, atualmente alojados em condições precárias naquele país.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.