Presidente da República deposita coroa flores no túmulo de Frei Bartolomeu dos Mártires

| País

Cavaco Silva preside segunda-feira, no âmbito das comemorações do 10 de Junho, à deposição de uma coroa de flores no túmulo de Frei Bartolomeu dos Mártires, no Convento da Igreja de Santa Cruz, em Viana do Castelo.

Nascido em Lisboa, em Maio de 1514, Frei Bartolomeu dos Mártires foi Arcebispo em Braga, mas em 23 de Fevereiro de 1582 renunciou ao arcebispado e recolheu-se no convento dominicano da Santa Cruz, em Viana do Castelo, nascido por seu empenho, para favorecer os estudos eclesiásticos e a pregação.

Morreu nesse convento a 16 de Julho de 1590, reconhecido e aclamado pelo povo como o Arcebispo Santo, pai dos pobres e dos enfermos.

A sua fama de homem santo era de tal ordem que os vianenses tiveram de proteger o seu cadáver dos bracarenses, que o reivindicavam para a sua cidade.

O seu túmulo é, ainda hoje, venerado, tendo o Papa João Paulo II reconhecido, em 7 de Julho de 2001, o milagre proposto para a beatificação: uma menina portadora de meningo-encefalite foi livre da morte.

A beatificação de Frei Bartolomeu dos Mártires foi celebrada a 04 de Novembro de 2001, no dia litúrgico de S. Carlos Borromeu, com quem trabalhou arduamente na prossecução dos objectivos do Concílio de Trento.

A Câmara Municipal de Viana do Castelo já encomendou ao escultor local Manuel Rocha uma estátua de Frei Bartolomeu dos Mártires, que será inaugurada precisamente a 04 de Novembro, data da sua beatificação.

A estátua apresenta Frei Bartolomeu em cima da mula, oferecida pelo Papa Pio IV, que o trouxe do Vaticano a Braga e a Viana do Castelo.

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.