Primeiros centros de apoio à vida independente com luz verde

| País
Primeiros centros de apoio à vida independente com luz verde

Lusa

Os primeiros centros de apoio à vida independente vão ter luz verde nos próximos dias. A garantia é deixada pela secretária de Estado da Inclusão, que espera assinar os primeiros contratos ainda esta semana.

Estes contratos respondem a uma exigência antiga das pessoas com deficiência.

Esta decisão surge na sequência de um protesto realizado junto à Assembleia da República por Eduardo Jorge, ativista tetraplégico, que se instalou no sábado à porta do Parlamento.

Esta não é a primeira vez que Eduardo Jorge realiza um protesto para chamar a atenção para os deficientes. O ativista critica o atraso no arranque dos centros de apoio à vida independente que vão permitir que estas pessoas possam ser assistidas em casa.

Eduardo Jorge acabou por deixar o local do protesto depois de ter recebido a visita do Presidente da República e da secretária de Estado da Inclusão, ontem, ao final do dia.

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.