Procriação medicamente assistida. Dadores podem manter anonimato

| País
Procriação medicamente assistida. Dadores podem manter anonimato

A ver: Procriação medicamente assistida. Dadores podem manter anonimato

O parlamento aprovou um regime transitório que resolve a decisão do Tribunal Constitucional que pôs fim à confidencialidade dos dadores para prociração medicamente assistida.

Todos os dadores de espermatozóides e óvulos que tenham feito as doações até maio do ano passado poderão manter o anonimato.

Há dezenas de casais que no entanto ultrapassaram já a idade legal para fazerem tratamentos no Serviço Nacional de Saúde.

A informação mais vista

+ Em Foco

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Mação, que ardeu no mês passado, era apontado como o concelho modelo na prevenção de incêndios. Nada impediu que o fogo voltasse.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.