Rui Pinto acusado de crimes de acesso ilegítimo e extorsão na forma tentada

por RTP

O pirata informático Rui Pinto foi acusado dos crimes de acesso ilegítimo e extorsão na forma tentada no caso Doyen. O Ministério Público já deduziu a acusação.

Rui Pinto, hacker de 30 anos, foi notificado na prisão onde está detido preventivamente desde março deste ano.

O pirata informático, também suspeito de estar por trás das denúncias do Football Leaks, vai responder, para já, unicamente pelo caso Doyen.

Rui Pinto mantém-se em prisão preventiva, na cadeia da Polícia Judiciária de Lisboa, onde foi notificado esta quinta-feira.

O "hacker" é acusado dos crimes de acesso ilegítimo e extorsão na forma tentada no caso Doyen.

Ao longo do último ano, tem contado com o apoio de várias entidades e personalidades a nível internacional, já que muitos o reconhecem como "whistleblower" (ou denunciante) de casos de corrupção no mundo do futebol.

Tópicos