Supremo Tribunal Administrativo dá razão à providência cautelar dos proprietários do Zmar

por RTP

Os vinte e oito migrantes alojados no Zmar tem ordem para deixar o local. O Supremo Tribunal Administrativo deu razão à providência cautelar apresentada pelos proprietários e suspendeu a requisição civil decretada pelo Governo.

O Ministro da Administração Interna diz que ainda não foi notificado e que quando isso acontecer será dada uma resposta fundamentada.

A polémica já levou três partidos - CDS, Iniciativa Liberal e Chega - a pedir a demissão de Eduardo Cabrita.
pub