Temido nega envolvimento no caso das gémeas tratadas em Santa Maria

por Antena 1

Foto: Pedro A. Pina - RTP

A ex-ministra da Saúde recusa qualquer envolvimento no tratamento das gémeas luso-brasileiras com atrofia muscular espinhal no Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Entrevistada pelo Público e pela Rádio Renascença, Marta Temido diz que não houve, neste caso, qualquer contacto com Marcelo Rebelo de Sousa. E garante que não deu orientações para o tratamento.

Marta Temido era ministra da Saúde há quatro anos quando as gémeas luso-brasileiras receberam tratamento para uma doença rara no Hospital de Santa Maria.

O caso foi tornado público pela TVI, numa reportagem que levantou questões, também, sobre o possível envolvimento do presidente da República no processo de administração de um medicamento com um custo de quatro milhões de euros.

A ex-ministra da Saúde diz que o procedimento, nas comunicações entre a Presidência da República e o Ministério, foi o habitual.
Marta Temido alega que não soube do caso quando era ministra. Afirmação que é contestada, na reportagem da TVI, pelo médico Levy Gomes, que diz que a secretária da antiga governante ligava várias vezes para saber o estado de saúde das gémeas luso-brasileiras.
Marta Temido diz que isso não é verdade e garante que a situação vai ser esclarecida.
pub