UMAR apela à sociedade para não ignorar indícios e sinais de violência doméstica

por Antena 1

Reuters

É um apelo da União de Mulheres Alternativa e Resposta. A UMAR pede à sociedade para não ficar em silêncio e para denunciar os casos de violência doméstica.

Desde o início do ano e até ao dia 15 de novembro, vinte e cinco mulheres foram mortas em Portugal.

O Observatório de Mulheres Assassinadas concluiu que pelo menos seis das mortes poderiam ter sido evitadas porque as autoridades estavam a par das situações.

Reportagem de Isabel Cunha.
pub