Vários hospitais em risco de fechar serviços por falta de enfermeiros, alerta sindicato

por RTP

O Sindicato de Enfermeiros Portugueses alerta que há vários hospitais no país em situação de pré-ruptura devido à impossibilidade de contratação de recursos humanos. O hospital de Santa Maria foi obrigado a fechar camas e reorganizar serviços por falta de enfermeiros. O sindicato alerta que há vários hospitais no país em que existe a possibilidade de encerrar serviços pelas mesmas razões.

Guadalupe Simões, responsável do sindicato, garante que o que está a acontecer no hospital de Santa Maria, em Lisboa, tem réplica muito semelhante noutros hospitais do país, com especial incidência no interior do país.


Guadalupe Simões argumenta que estava previsto existir um plano de contratação de enfermeiros em função das necessidades, mas que não estão a ser contratados profissionais.

"O Santa Maria já encerrou um serviço de cirurgia, mas prevê-se que noutros hospitais possam vir a ser encerrados serviços resultado daquilo que é a não autorização do Ministério da Saúde e Ministério das Finanças de contratar enfermeiros", avançou a dirigente à Lusa.

O Diário de Notícias adiantou na sua edição desta terça-feira que a saída de enfermeiros, mais de uma centena desde janeiro, obrigou o Hospital de Santa Maria a reorganizar serviços, fechar camas e um setor de cirurgia devido à falta de recursos humanos.


O presidente do Conselho de Administração do Hospital de Santa Maria garante que não há risco para os doentes. Na sequência da saída de mais de 100 enfermeiros e da entrada de apenas 49 profissionais, houve uma redistribuição de pessoas e serviços, num "ato normal de gestão" como garante a administração do hospital. Para Carlos Martins, houve a intenção de salvaguardar a segurança e o serviço aos doentes.

A administração do Santa Maria alerta que faltam mais profissionais além de enfermeiros. Quanto a estes profissionais, Carlos Martins espera que em breve chegue a autorização do Ministério para a substituição de todos os enfermeiros que saíram.


A bastonária da Ordem dos Enfermeiros considera acertada a medida de fechar camas no hospital Santa Maria quando o número de enfermeiros é insuficiente.


Ana Rita Cavaco diz que acima de tudo está a segurança dos doentes. A bastonária lembra que o excesso de doentes por enfermeiro é um risco que aumenta a mortalidade.




Tópicos